Pastor Ismael Andrade Leandro Jr.

Filho de pastor, teve chamado aos 7 anos de idade, formado pelo Seminário Presbiteriano do Sul, ordenado ministro aos 24 anos, casado com Liana e pai do Israel, o entrevistado de hoje é o Rev. Ismael Andrade Leandro Júnior, pastor da Igreja Presbiteriana de Salto de Pirapora.

Reverendo Ismael Andrade será um dos preletores na 7ª Conferência Missionária da nossa igreja, que será realizada nos dias 28, 29 e 30 deste mês. A seguir, rev. Andrade detalha um pouco sobre o início no seu ministério, a participação na IPJ e a importância de se fazer missões.

IPJ – Conte-nos um pouco sobre o seu início no ministério?

Andrade – Tive a bênção de me tornar pastor ordenado, bem jovem, aos 24 anos, após ter me formado no Seminário mais tradicional de nossa IPB, Seminário Presbiteriano de Campinas. A minha primeira experiência foi na Igreja Presbiteriana de Jaboticabal, Presbitério de Araraquara.

IPJ – Já tinha o desejo de ser pastor?

Andrade – Meu chamado foi aos 7 anos de idade! O meu pai é um dos mais honrados pastor da IPB, e quando fazíamos uma breve viagem até uma cidade onde ele daria Atos Pastorais na Congregação local, eu perguntei onde havia estudado,  ele me respondeu  que tinha sido no SPS (Seminário Presbiteriano do Sul – Campinas), então eu lhe disse que seria lá em que eu iria estudar!

IPJ – Fale um pouco sobre o trabalho na IPB de Salto de Pirapora.

Andrade – Tem sido uma experiência nova e revigorante. Cada cidade tem suas características próprias. Ela tem forte influência rural, apesar de ser da região metropolitana de Sorocaba. Um povo simples, amável e de gente comprometida. Uma igreja dinâmica em seus departamentos e ministérios. Juventude atuante. Coral vigoroso. Projeto Social esportivo com 70 alunos.

IPJ – Neste mês, na IPJ, o Sr. será um dos preletores na 7ª Conferência Missionária. O que pode nos adiantar?

Andrade – Ao longo destes 31 anos de Ministério, temos colhido inúmeras experiências e testemunhos no trabalho evangelístico e missionário. Creio que como pastor das igrejas missionárias em que pastoreei e instrumento no chamado de vários missionários poderei contribuir   na inspiração desta conferência. Além de ter feito parte por 8 anos da Assembleia de nossa APMT/IPB (Agência Presbiteriana de Missões Transculturais).

IPJ – Por que devemos dedicar esforços para missões?

Andrade – Porque esta é a única razão de Ser Igreja, o restante é adereço.

IPJ – Qual é o peso de uma igreja que não visa missões?

Andrade – Morte e falência.

IPJ – Qual é a importância do tema: Testemunhando na Cidade, na Região e até nos Confins da Terra?

Andrade – É a leitura lúcida da estratégia que Jesus Cristo delegou a sua Igreja. O plano é esse. Não existe Plano B!

IPJ – O sr. tem projetos missionário?

Andrade – Sim. Estamos envolvidos com o casal Danilo e Joelma, na Guiné Bissau, Projeto Esperança. Localmente temos o Projeto Social Esportivo, Visita nos Hospitais, Cultos Evangelísticos, Programas de Rádio.

IPJ – Se quiser complementar algo que não foi dito fique à vontade.

Andrade – Unidos na Missão. Até breve!

CategoryMissões, Notícias
Escreve um comentário

*

Your email address will not be published.