Para a glória de Deus, temos buscado ser uma igreja conforme a vontade do Senhor, uma igreja saudável, madura, uma verdadeira igreja de Cristo.

Existem muitas igrejas que se denominam de Jesus Cristo, mas que não são verdadeiramente de Cristo. Quais são as marcas da verdadeira Igreja de Cristo?

O Rev. Davi Manço, escreveu as seguintes palavras sobre esse tema:

Aos longos dos séculos 16 e 17, a Igreja Cristã foi conduzida para fora das trevas do período medieval por meio da luz da Reforma Protestante. Durante esse processo, os reformadores sentiram a necessidade de definir parâmetros que auxiliassem a diferenciar a Igreja verdadeira daquela distorcida e corrupta. Foi para isso que esses homens de Deus formularam a doutrina das marcas da verdadeira Igreja.

Conforme esse ensino, uma Igreja autêntica deveria evidenciar três marcas: a correta ministração dos sacramentos, a exposição fiel das Escrituras e o exercício adequado da disciplina eclesiástica. Só assim a Igreja seria de fato identificada como a pura Noiva de Cristo.  Entendemos que não há caminho melhor para se manter a Igreja saudável do que a efetivação prática dessas três marcas. Muitas têm sido as propostas mirabolantes de “filosofia eclesiástica” que, na atualidade, prometem um crescimento astronômico para as igrejas.

Contudo, o foco da Igreja continuará na pregação fiel da Escritura, ministração correta dos sacramentos, disciplina e discipulado efetivos. Em um mundo em que o estudo doutrinário e bíblico tem sido desprezado, substituído pelo discurso humanista e pelo entretenimento, devemos nos empenhar no estudo da Palavra de Deus e expô-la fielmente.

Em uma época em que os sacramentos do Batismo e da Ceia do Senhor têm sido banalizados e confundidos com práticas supersticiosas, devemos continuar a ministra-los com discernimento e fidelidade.

Em um tempo em que o pecado é tratado levianamente, estejamos prontos a pastorear e orientar com muito amor os irmãos que tropeçam. O objetivo será adorar a Deus em Espírito e em Verdade, treinando discípulos efetivamente preparados para expandir o Reino de Nosso Senhor Jesus Cristo. Celebremos com alegria o cuidado providencial e gracioso de Deus.

Renovemos nosso compromisso de pureza e fidelidade, buscando sempre o aprimoramento para melhor servirmos ao Senhor da Seara que nos plantou nesse local para sermos luz do mundo e sal da terra.

Soli Deo Gloria!

 

 

CategoryArtigos, Pastoral
Escreve um comentário

*

Your email address will not be published.