Por Presb. Claudio Andrade

Santificação, processo no qual o crente em Jesus é separado do mundo, a cada dia se aproxima mais de Deus e quer ser parecido com Jesus. Inicia no momento em que cremos e entendemos a fé salvadora através da Palavra, reconhecemos que pecamos e recebemos a Jesus. O Espírito Santo passa a habitar em nossas vidas e Cristo passa a ser formado em nós (Gal 2:20)

Esse desejo de ser parecido com Cristo é que caracteriza um cristão verdadeiro. Envolve nossa vida por completo, afetando diretamente nosso estilo de vida, modo de pensar e agir, produzindo fruto e crescimento (II Cor 5:17; Col1:6). Para ser identificado com Jesus é preciso conhecê-lo através da sua Palavra e o Espírito Santo é quem nos ajuda para que o compreendamos (I Tess 1:5).

Jesus está vivo e promete estar conosco todos os dias (Mat 28:20). Ele nos ensina, nos ouve, nos acompanha e nos direciona (II Ped 1:3-4). Portanto, podemos confiar nele. Conhecer Jesus e segui-lo implica em ouvir, obedecer suas palavras e aplicar na vida diária, abandonando a natureza corrompida e seguindo para a plenitude em Deus. O apóstolo Paulo usa três verbos em Ef 4:22-24 para falar deste processo:

Despojar do velho homem (despir-se sua natureza corrompida, desejos egoístas e pecaminosos)

Renovar mente (Alterar-se para melhor no conhecimento, entendimento da verdade, mudando o modo de ver as coisas com a ajuda do Espírito)

Revestir do novo homem (vestir-se novamente com novas atitudes, reações a partir da mente renovada)

Diferentemente da justificação, no processo de santificação temos a nossa parcela de responsabilidade, pois o conhecimento e crescimento envolvem esforço pessoal e empenho (Col 1:9,10; IIPedro 1:5). O mesmo Paulo em suas orientações à igreja sempre mencionava o fato de imitarmos a ele, porque ele imitava a Jesus. Ef 5:1 ;1 Cor4:16 1 Cor 11:1 1 Tess Fil 3:17 2 Tess 3:7 2 Tess 3:9.

O quanto temos nos dedicado a sermos parecidos com Jesus? O que nós (me incluo) estamos fazendo para nos parecermos mais com o salvador? O que fazemos para que os outros desejem nos imitar e se identificarem com Cristo? O mun.do precisa ver Jesus através da igreja. O apóstolo Paulo esforçava-se ao extremo para que isso acontecesse (Gal 4:1.

Na oração do apóstolo em Efésios 3:16-19, ele ora para que em Jesus, o poder do Espírito dentro de nós seja autenticado, confirmado, validado. Assim, podemos ter a certeza absoluta de que Cristo habita em nós, e com essa certeza, podemos amar ao próximo e a Deus profundamente e, como consequência, compreender e conhecer de maneira completa o amor de Cristo, amor que o mundo não compreende. E assim, ser completo, cheio de toda plenitude de Deus. Santificação é um ato contínuo, vai me moldando a cada dia. Devo ser mais parecido com Jesus hoje do que ontem, até ser completo na glória (II Ped 1:11). As pessoas têm notado você mais parecido com Jesus?

CategoriaArtigos

© 2017 Igreja Presbiteriana de Jundiaí.Feito por: Loro Comunicação

Siga-nos: