Rev. Dr. Wilson do Amaral Filho

A mensagem do boletim de 04/01/2015 propôs 10 questões para se fazer no ano novo. A última questão era: O que você pretende fazer neste ano, que vai fazer diferença nos próximos 10 anos? E na eternidade?

Planejar o futuro é importante, porém lembremos que “muitos propósitos há no coração do homem, mas o desígnio do SENHOR permanecerá.” (Pv 19:21). A última questão não está relacionada a planejar para dez anos, mas questiona o quê em nossa vida, sofrerá mudanças neste ano, de modo que afete nosso caminho ao final de uma década e na eternidade.

Jesus ensinou: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, …; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mt 6:19-21).

Certamente Ele queria nos ensinar o investimento correto – nossa vida dedicada a conhecer a boa, perfeita e agradável vontade de Deus (Rm 12.2), cada vez mais, e nossas ações cotidianas baseadas no princípio: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.” (Lc 9:23)

Na mesma linha, Paulo exortou os cristãos a buscarem “as coisas lá do alto, onde Cristo vive”; a pensarem “nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra”; porque morreram [para o mundo e para a velha natureza] e sua vida “está oculta juntamente com Cristo” (Cl 3:1-3); a fazerem tudo “seja em palavra, seja em ação”, […] em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” (Cl 3:17). E termina: “Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória” (Cl 3.4).

Reagindo assim, como instrui a Palavra, daqui a uma década, se Jesus não tiver voltado nela, estaremos diferentes, mais parecidos com Cristo, ou teremos sido manifestados com Ele em glória. Estamos interessados em responder a última questão?
___________
Texto publicado no boletim da Igreja Presbiteriana de Jundiaí de 18/1/2015.

CategoriaArtigos

© 2017 Igreja Presbiteriana de Jundiaí.Feito por: Loro Comunicação

Siga-nos: