Ao quinto mês após a declaração da pandemia global do novo coronavírus, o Brasil alcança o número de cem mil óbitos por consequência ou complicações da doença. A Coalizão pelo Evangelho, por meio de seu conselho, vem a público externar tristeza e lamento pelas vidas perdidas. Em todo o mudo, o número de mortes por ou com COVID-19 já passa de setecentos mil, tendo o Brasil se tornado o segundo país com maior número absoluto e o nono em óbitos per capita.

Encorajamos à igreja brasileira que se mantenha atenta às etiquetas sanitárias, permaneça em oração, intercedendo pelos enfermos e enlutados, assim como continue pedindo a Deus que dê sabedoria aos governantes e agentes públicos que carregam a responsabilidade de tomar medidas que podem diminuir o impacto do vírus em nosso país. Existem previsões otimistas de uma vacina já estar pronta para ser aplicada ao final deste ano, ou início do próximo. Oremos também por isso. No entanto, sabemos que até lá é praticamente inevitável que outras milhões de pessoas sejam infectadas e milhares percam suas vidas ao redor do globo.

Enquanto trabalhamos juntos com a sociedade por uma solução a esse mal, renovamos nossa confiança de que Jesus voltará para estabelecer o Seu reino em novos céus e nova terra. Como cristãos, temos nossa esperança nesse Dia e na promessa da ressurreição, sendo este o nosso consolo e a nossa pregação:

“Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras”. (1Tessalonicenses 4.16-18)

Este é um momento para clamarmos a Deus por sua misericórdia. E, não menos importante, de suplicarmos que o Espírito Santo venha a produzir um avivamento na igreja brasileira, a fim de que seu nome seja glorificado e para que a proclamação do maravilhoso Evangelho de Cristo alcance nossa nação com o poder de salvação para todos os que creem.

Por fim, não obstante a pandemia e as crises política e econômica que nos assolam, renovemos nossa fé nas promessas de Deus, continuemos em oração pelo Brasil, pela igreja de Cristo em nosso país, tomando firmemente cada oportunidade de chorar “com os que choram” (Romanos 12.15), proclamando e ansiando pela volta do Amado, no Dia em que “Ele enxugará dos olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem pranto, nem lamento, nem dor, porque as primeiras coisas são passadas”. (Apocalipse 21.5)

09 de agosto de 2020.

(Extraído do site www.coalizaopeloevangelho.org)

CategoryArtigos, Pastoral
Write a comment:

*

Your email address will not be published.