Hoje, no culto vespertino, iniciaremos uma nova série de mensagens cujo título principal será: “Razões da Esperança”.

Em seu artigo “Esperança para Homens Aflitos”, Nathan Busenitz trata da definição bíblica de esperança com as seguintes palavras:

O  mundo incrédulo enxerga a esperança como uma fantasia. Todavia, a Bíblia afirma que a verdadeira esperança é real – uma esperança absolutamente certa. Essa esperança encontra-se em Deus e nas promessas infalíveis de Sua Palavra. Embora muitos possa ser citados, aqui estão alguns versículos que chamam a atenção:

  • “Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu” (Sl 42:5).
  • “Aguardo o Senhor, a minha alma o aguarda; eu espero na sua palavra. A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Mais do que os guardas pelo romper da manhã, espere Israel no Senhor, pois no Senhor há misericórdia; nele, copiosa redenção” (Sl 130:5-7).
  • “Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, cuja esperança está no Senhor, seu Deus, que fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e mantém para sempre a sua fidelidade” (Sl 146:5,6).
    • “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento” (1 Tm 6:17).
    • “… na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos e, em tempos devidos, manifestou a sua palavra mediante a pregação que me foi confiada por mandato de Deus, nosso Salvador” (Tt 1:2,3).
    • “Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel” (Hb 10:23).

    Como esses versículos claramente demonstram, a verdadeira esperança pode ser encontrada buscando ao Senhor, descansando em Sua poderosa provisão e apegando-se às promessas de Sua Palavra. Esperar em Deus significa fixar seus olhos nEle e nas Suas promessas em vez de nossas próprias circunstâncias, seja qual for a dificuldade.

  • Se Deus é sua fonte de esperança, nunca vai falhar, pois Ele nunca falha. Devemos nos apegar confiantemente às promessas da Palavra de Deus e agir de acordo com elas. A esperança da ressurreição, a esperança do céu e a esperança de ser mais parecidos com Cristo não são exemplos de um pensamento fantasioso – são garantias divinas, realidades, absolutas e verdadeiras.
CategoryArtigos, Pastoral
Escreve um comentário

*

Your email address will not be published.