Aos irmãos da IPJ,

Tendo em vista os desenvolvimentos da pandemia pelo Coronavirus (Covid-19) e o fato de ser uma doença nova, é natural que as recomendações mudem regularmente, de acordo com as novas informações que recebemos.

Reforço que não há necessidade para pânico ou desesperança, como muito sabiamente nosso Conselho nos escreveu no informativo veiculado nessa semana. O momento, porém, pede para que tomemos medidas para proteger todos os irmãos, principalmente os mais vulneráveis.

Ainda que a cidade de Jundiaí não tenha casos confirmados de Coronavirus, existem, de acordo com o último boletim epidemiológico da prefeitura de Jundiaí (liberado dia 13/03/20 às 17h48) 21 casos suspeitos, aguardando o resultado dos testes. Fora isso a cidade de São Paulo, com a qual temos contato próximo, já iniciou a fase de transmissão comunitária, não havendo mais necessidade de contato com pessoas vindas do exterior para transmissão do vírus.

Por isso, achamos por bem acrescentar às recomendações já feitas no informe do Conselho a recomendação para que evitem participar dos cultos e reuniões públicas da igreja os grupos de pessoas mais vulneráveis às complicações da doença, que são os seguintes:

* Aqueles com mais de 60 anos de idade.

* Aqueles com baixa imunidade – que pode ser causada pelo uso de certos tipos de medicamentos e por condições diversas de saúde.

* Aqueles com doenças crônicas – como hipertensão, diabetes, asma, entre outras. Recomendo que aqueles em dúvida se fazem parte de algum desses grupos entrem em contato com seu médico.

Mantém-se as recomendações gerais de higiene e de se evitar sair de casa quando com sintomas gripais (como tosse, febre e espirros frequentes), conforme explicado na última Escola Dominical e Culto.

Oriento, por fim, aos pais que possam estar preocupados que, até o momento, as crianças parecem ser o grupo menos vulnerável à doença, tendo índices muito baixos de contaminação e de complicações, motivo pelo qual achamos por bem manter, até o momento, a Escola Dominical em pleno funcionamento.

Mantenhamos firme a nossa confiança no nosso Deus, que está no controle de todas as coisas.

Grato pela atenção e à disposição para mais esclarecimentos,

Vítor Rocha

Médico I CRM-SP 201388

CategoryNotícias
Write a comment:

*

Your email address will not be published.