Estamos realizando a nossa 7ª Conferência Missionária. O tema desse ano é: “Testemunhando na cidade, na região e até nos confins da Terra”.

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra” (Atos 1.8). Nesta passagem, Lucas deixou duas coisas bem claras, conforme John Stott habilmente expõe: “que seu reino é internacional quanto a seus membros e gradual quanto á expansão”. Em sua apostila de missiologia, Rev. Gildásio escreveu:

1) A internacionalidade dos membros.

Os discípulos de Jesus estavam pensando em um reino mais restrito a Israel, mas, em sua resposta, á pergunta deles (v.6), Jesus lhes expandiu os horizontes, demonstrando que seu reino e seu desejo se estendiam a todas as nações da terra. Tem sido corretamente observado pelos estudiosos que Atos 1.8 é como se fosse um índice do próprio livro de Atos. E, realmente, o evangelho começou a ser disseminado em Jerusalém (caps. 1-7), depois alcançou Samaria (cap. 8), e, finalmente, impulsionado pela conversão do “apóstolo dos gentios”, expandiu até alcançar Roma e os confins da terra (caps. 9-28).

2) A expansão gradual.

Outro aspecto importante que Cristo enfatizou em Atos 1.8 é a expansão gradual da igreja. Da maneira como Jesus expôs, ele deixou bem claro que seus discípulos seriam testemunhas em círculos cada vez maiores. Veja as expressões: “tanto em… como em toda… e até aos…”. Não pode haver barreiras para o reino de Deus. Nem raça, nacionalidade, costumes, ou mesmo distâncias podem impedir que o reino cresça por meio da graça de Deus presente no testemunho dos convertidos.

A mensagem do evangelho começou em Jerusalém com um pequeno grupo dentro do judaísmo, depois, se estendeu ao mundo semi-judeu da Judéia e Samaria, começando a aceitar a possibilidade da conversão dos gentios, e finalmente, desde o capítulo 13 até o fim do livro somos testemunhas da extensão do evangelho na Ásia Menor e Europa, testemunhamos a aceitação dos gentios como membros plenos da igreja e vemos como o evangelho chega ao centro do mundo daqueles dias.

A missão se fez TANTO em Jerusalém COMO em toda Judéia e Samaria e até aos confins da terra.  Enfim, para Lucas a frase “mas há tanto que fazer aqui, sem pensar em outras partes do mundo” é uma negação da natureza bíblica da missão.

Escreve um comentário

*

Your email address will not be published.