A atitude de Deus para com o orgulho.

Deus se opõe ao orgulho humano e, no momento certo, o abaterá.

“Porque o Dia do senhor dos Exércitos será contra todo soberbo e altivo e contra todo aquele que se exalta, para que seja abatido; contra todos os cedros do Líbano, altos, mui elevados; e contra todos os carvalhos de Basã; contra todos os montes altos e contra todos os outeiros elevados; contra toda torre alta e contra toda muralha firme; contra todos os navios de Társis e contra tudo o que é belo à vista. A arrogância do homem será abatida, e a sua altivez será humilhada; só o senhor será exaltado naquele dia” (Is 2.12-17).

A natureza do orgulho

Uma parte do orgulho consiste em tomarmos para nós o mérito por aquilo que Deus faz.

“O Senhor… castigará a arrogância do coração do rei da Assíria e a desmedida altivez dos seus olhos; porquanto o rei disse: Com o poder da minha mão, fiz isto, e com a minha sabedoria, porque sou inteligente… Porventura, gloriar-se-á o machado contra o que corta com ele? Ou presumirá a serra contra o que a maneja? Seria isso como se a vara brandisse os que a levantam ou o bastão levantasse a quem não é pau!” (Is 10.12-15).

O Remédio para o orgulho

Admita em seu coração o fato de que tudo o que você tem é dom da graça gratuita.

“Pois quem é que te faz sobressair? E que  tens  tu  que não tenhas recebido? E, se recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido?” (1 Co 4.7).

Confie em Deus para Ele o exalte no devido tempo.

“Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte” (1 Pe 5.6).

Lembre-se de que a verdadeira e completa revelação de Deus vem somente para os humildes.

“Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos” (Mt 11.25).

Reconheça que entrar no reino de Deus depende de humildade.

“Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus” (Mt 18.3-4).

Descanse na verdade de que todas as coisas já lhe pertencem em Cristo.

“Portanto, ninguém se glorie nos homens; porque tudo é vosso: seja Paulo, seja Apolo, seja Cefas, seja o mundo, seja a vida, seja a morte, sejam as coisas presentes, sejam as futuras, tudo é vosso, e vós, de Cristo, e Cristo, de Deus” (1 Co 3.21-23).

Ore conosco, suplicando a Deus que este seja um tempo de humilde autoesquecimento, à medida que vemos e experimentamos a grandeza de Deus.

(Extraído do site desiringgod.org)

 

 

CategoryArtigos, Pastoral
Escreve um comentário

*

Your email address will not be published.