Quando você se depara com a palavra encorajar nas Escrituras, ela traz o sentido de fortalecer, normalmente no que diz respeito ao fortalecimento da determinação de uma pessoa para que ela continue a seguir o Senhor. Ao entender esse significado, você se dá conta de que todo cristão precisa de encorajamento contínuo ao longo da vida cristã.

É útil olhar para as fontes de encorajamento que a Bíblia menciona. Aqui estão quatro delas, extraídas do Novo Testamento.

Cristo nos encoraja

Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. (Filipenses 2.1-2)

O Antigo Testamento nos encoraja

Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança.  (Romanos 15.4)

Os líderes cristãos nos encorajam (Talvez pudéssemos também intitular esta parte “O Novo Testamento nos encoraja”) Cessado o tumulto, Paulo mandou chamar os discípulos e, depois de encorajá-los,  despediu-se  e  partiu  para a

Macedônia. Viajou por aquela região, encorajando os irmãos com muitas palavras e, por fim, chegou à Grécia. (Atos 20.1-2; cf. Atos 14.21-22, Colossenses 2.1-2; 1 Tessalonicenses 2.12).

Mas quem profetiza o faz para edificação, encorajamento e consolação dos homens. (1 Coríntios 14.3; cf Atos 15.32)

Os irmãos em Cristo nos encorajam

Anseio vê-los, a fim de compartilhar com vocês algum dom espiritual, para fortalecê-los, isto é, para que eu e vocês sejamos mutuamente encorajados pela fé. (Romanos 1.11-12)

Tíquico, o irmão amado e fiel servo do Senhor, lhes informará tudo, para que vocês também saibam qual é a minha situação e o que estou fazendo. Enviei-o a vocês por essa mesma razão, para que saibam como estamos e para que ele os encoraje. (Efésios 6.21-22; cf Colossenses 4.7-8)

E consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia. (Hebreus 10.24-25; cf 1 Tessalonicenses 4.18, 5.11; 5.14)

Fonte: (Extraído do site: consehobiblico.com)

CategoryArtigos, Pastoral
Escreve um comentário

*

Your email address will not be published.