Extraído e adaptado

Nessa última sexta-feira comemorou-se os 497 anos da Reforma Protestante. Em 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero escreveu 95 teses na porta da igreja em que servia em Wittemberg.

A Reforma Protestante não foi um movimento cujo núcleo era cultural, econômico, político e social, embora tenha tido tais desdobramentos. A Reforma foi um movimento do Evangelho do Senhor Jesus Cristo e da Palavra de Deus, as Sagradas Escrituras.

Precisamos de um retorno as bases da Reforma urgente no Brasil: Somente a Escritura (Sola Scriptura), Somente a Fé (Sola Fide), Somente a graça (Sola Gratia).

Hoje, vê-se o problema das indulgências novamente manifestado, porém não na perspectiva da salvação mas sim na de ter o favor de Deus frente aos problemas circunstanciais da vida em troca, barganhando, dando dinheiro para a igreja.

Vê-se também um distanciamento das Escrituras. O retorno as bases da Reforma é um chamado, não para um movimento novo, não para um movimento político-social ou eclesiástico, ainda que tenha desdobramentos nesse quesito (pois o Senhorio de Cristo atinge todas as áreas da vida), mas a Reforma (parodiando Martinho Lutero) é um chamado ao Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo cujo berço é a Bíblia Sagrada nossa regra de fé (crença) e conduta (prática).

Somente o Evangelho da justificação pela Fé em Cristo Jesus tem poder para libertar nossos corações cativos ao pecado e nos dar uma vida de liberdade para glorificar a Deus sendo satisfeito Nele. Somente o Evangelho da justificação pela fé em Cristo Jesus revelado na Bíblia Sagrada pode remover a ira de Deus para com o seu pecado, declarando a sua liberdade, imputando a justiça de Cristo a sua vida.

Você tem se deleitado no Evangelho da graça? Você tem confiado em Cristo para o perdão dos seus pecados? Você tem enxergado as Escrituras como autoridade de Fé e prática para a sua vida? Você tem tido uma vida de contínuo arrependimento de seus pecados e confiado em Cristo para removê-los e lhe dar vitalidade espiritual?
Retorne ao Evangelho, para a glória de Deus.
___________
Texto publicado no boletim da Igreja Presbiteriana de Jundiaí de 2/11/2014.
Extraído e adaptado do site juandepaula.blogspot.com.br.

CategoriaArtigos

© 2017 Igreja Presbiteriana de Jundiaí.Feito por: Loro Comunicação

Siga-nos: