Agora, pois, ó Israel, que é que o SENHOR requer de ti? Não é que temas o SENHOR, teu Deus…

Agora, pois, ó Israel, que é que o SENHOR requer de ti? Não é que temas o SENHOR, teu Deus, e andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma (Dt 10.12)
Hoje estamos iniciando um novo ano. Esse é um dia muito oportuno para você colocar alguns alvos para sua vida. Para nós, cristãos, é de fundamental importância considerar a vontade de Deus para estabelecermos alvos.
De acordo com o versículo acima, podemos destacar os seguintes alvos que precisam ser estabelecidos, buscados e vividos:

1 – Temer a Deus. Lemos no início do versículo: “Agora, pois, ó Israel, que é que o SENHOR requer de ti? Não é que temas o SENHOR, teu Deus”. Temer a Deus significa levar Deus a sério. Quem conhece o Deus Soberano, Santo, Incomparável, Majestoso, Justo, Sublime e que é Todo Poderoso, vai honrá-lo, respeitá-lo, considerá-lo em todos os seus caminhos. A pergunta é: você tem levado Deus a sério na sua vida? Você tem tido uma vida de temor a Deus?

2 – Andar em todos os seus caminhos. O texto diz: “… e andes em todos os seus caminhos…”. Essa expressão tem como significado “obedecer a Deus”, “viver conforme a vontade de Deus”. A Palavra de Deus (a Bíblia) tem sido sua única regra de fé é prática? Você tem vivido com base na Palavra de Deus? Você tem buscado obedecer a vontade do Senhor?

3 – Amar a Deus. O texto nos diz: “… e o ames..” A obediência mencionada no ponto anterior, não pode ser motivada por outra coisa, senão o amor a Deus. Nosso Senhor Jesus resume toda a Lei ao responder sobre qual é o maior mandamento: “Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.” (Mt 22.37). Você pode dizer que ama a Deus sobre tudo?

4 – Servir a Deus. “… e sirvas ao SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma”. Uma outra palavra usada para “servir” é “adorar”. Devemos viver para a glória de Deus (1Co 10.31), fazendo da nossa vida um ato de Culto a Deus (Rm 12.1-2). Nosso trabalho, nossos relacionamentos, nossas atividades todas, devem ser para Deus, para a glória dEle.

Estes alvos não são para recebermos a salvação, pois ela é somente pela graça, através de Cristo. Estes alvos não são para sermos mais abençoados, pois as bênçãos de Deus são fruto de Sua bondade e misericórdia, nunca faremos por merecer. Devemos estabelecer estes alvos, pois somos salvos, abençoados e amados por Deus; e somente Ele poderá nos ajudar a viver conforme estes alvos estabelecidos.

Um feliz ano novo!

CategoriaArtigos

© 2017 Igreja Presbiteriana de Jundiaí.Feito por: Loro Comunicação

Siga-nos: