Se você é um ser humano, os problemas baterão à sua porta. Em algum momento e de alguma maneira, o sofrimento entrará por nossas portas como um hóspede não-convidado. Nesses momentos, temos uma escolha a fazer: podemos questionar o caráter de Deus e enfraquecer nossa fé, ou podemos abraçar essa fase como uma oportunidade que Deus está nos dando para desenvolvermos nossos músculos espirituais. Quando a vida fica difícil, é fácil para mim abrir mão de meus exercícios espirituais e cair em 4 tipos de armadilhas enfraquecedoras:

  1. Dar lugar à dúvida. Passar por problemas não está na nossa lista de uma vida boa e é por isso que relutamos em encarar as dificuldades como um dom da graça de Deus. Não parece um gesto amoroso da parte de Deus deixar que passemos por sofrimentos, então, começamos a questionar a sabedoria, a bondade e o amor dele.
  2. Dar lugar à raiva. Por que parece que sempre as pessoas ruins vencem? Em um primeiro momento, nossa raiva parece digna e justificável, mas quando examinamos as raízes dela, frequentemente percebemos que estamos zangados com Deus e as escolhas soberanas que ele faz.
  3. Dar lugar ao desânimo. Em meio aos problemas, frequentemente fantasiamos sobre como poderia ser diferente, ou o que deveríamos ter feito para evita-los. Essa meditação obscura enche nossos corações de amargura.
  1. Dar lugar à inveja. Quando sofremos, é tentador olhar por cima do muro e desejar ter a vida de alguém que não aparenta estar sofrendo. Inveja tem a ver com sentir-se esquecido por Deus, somado ao desejo de ter o que seu próximo tem de bom.

Dar lugar à dúvida, à raiva, ao desânimo e à inveja nos leva à inatividade espiritual.

A realidade bíblica é que o sofrimento pode ser uma expressão da bondade de Deus. Ele está comprometido com o uso de todas as ferramentas à disposição dele – incluindo dor e sofrimento – para nos resgatar do pecado e nos amoldar à semelhança de seu Filho.

Nestes momentos, escolha ir à “academia de Deus”! Eis aqui 7 exercícios que fortalecem seu coração e seus músculos espirituais:

  1. Estudar frequente da Bíblia
  2. Ter comunhão consistente
  3. Enxergar a glória de Deus na criação todos os dias
  4. Ouvir estudos e pregações das Escrituras
  5. Passar momentos em silêncio refletindo sobre a bondade de Deus
  6. Ler bons livros cristãos
  7. Passar bastante tempo em oração

Dúvida, raiva, desânimo e inveja virão certamente sobre nós em meio a problemas, mas Deus nos concede graça para reagir a eles de um jeito saudável e forte!

Fonte: Paul Tripp

CategoryArtigos, Pastoral
Escreve um comentário

*

Your email address will not be published.